Apostilamento de Haia

Legalize seus documentos conosco
Abaixo alguns dos nossos serviços

Nascimento

Registro e 2ª via da certidão de nascimento

Casamento

Registro e 2ª via da certidão de casamento

Óbito

Registro e 2ª via da certidão de óbito

Paternidade

Reconhecimento com ou sem intervenção da justiça

Procurações

Procurações para diversos casos

Firma

Abertura e reconhecimento por semelhança ou autenticidade

Espaço para o Casamento

algumas cerimônias realizadas
agende uma visita para conhecer o nosso espaço

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Nosso Espaço

Venha conhecer nossas dependências para sua cerimônia de casamento

View

Dúvidas frequentes

Pais casados: Certidão de Casamento Presença do pai ou da mãe, com RG e CPF Declaração de Nascido Vivo (folha amarela do hospital)

Não necessariamente. Alguns países possuem tratados com o Brasil que dispensam o ato de legalização diplomática ou consular. Nesses casos, também é dispensado o apostilamento. É sempre recomendado consultar a representação do país onde o documento produzirá efeitos quanto à necessidade de emissão de Apostila ou outros procedimentos.
Todos os nascimentos que ocorrem em território nacional (Brasil), deve ser registrado no lugar que o parte ocorreu ou no cartório de registro civil mais próximo a residência dos pais, dentro de um prazo máximo de 15 dias. Caso a mãe compareça ao cartório para declarar o nascimento, o prazo é estendido em mais 45 dias.
O preenchimento do cartão de firma deverá ser feito na presença do tabelião ou de funcionário autorizado, que deverá conferí-lo e visá-lo. Na abertura da firma, o tabelião está autorizado a extrair, às expensas do interessado, cópia da cédula de identidade e do cartão de identificação de contribuinte (CPF).